Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
06/04/2018 - 10:45

O secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos do Pará, Michell Mendes Durans, juntamente com outros três servidores da Sejudh, recebeu a medalha Paulo Frota de Direitos Humanos em Sessão Solene de Outorga realizada na manhã desta quinta-feira, 05, no Plenário Newton Miranda, da Assembleia Legislativa do Pará (ALEPA), em Belém. Ao todo, 75 entidades, coletivos e personalidades que se destacaram na defesa dos Direitos Humanos no Pará foram homenageadas.

O Secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos do Pará, Michell Mendes Durans, explicou que a cerimônia se tratava de um momento de divisão de responsabilidades. “Pra gente é uma alegria muito grande estar participando de um momento como esse. É um momento de reflexão, de reconhecimento, mas sobretudo de divisão de responsabilidades. Pela própria composição dessa mesa e pelas pessoas que estão aqui, a gente acaba por compreender que a responsabilidade é de todos nós quando se trata de direitos humanos. As pessoas têm vivido um momento muito difícil no Brasil e no mundo, um momento em que se assina a multiplicidade de conflitos, as necessidades humanas cada vez mais e, sobretudo, se assina o discurso de ódio, que é o que mais tem nos preocupado. Em um dia como esse, que se ganha importância a questão dos direitos humanos, nada melhor do que lembrar que direitos humanos é a busca pela igualdade e pela liberdade.”

Além do secretário Michell Durans, o Gerente de Livre Orientação Sexual, Beto Paes; a coordenadora de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo, Leila Silva; e a gerente estadual dos Direitos dos Povos Indígenas do Pará, Puyr Tembe, também receberam a medalha Paulo Frota de Direitos Humanos.

A medalha Paulo Frota de Direitos Humanos é uma homenagem ao ex-juiz da Infância e da Juventude em Belém, Paulo Frota, que se tornou um dos símbolos da luta pela implantação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Ele morreu em 1991, aos 52 anos. A outorga Frota é um reconhecimento à importância do trabalho em prol da defesa das causas humanísticas.

Resumo: 
.