Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
25/03/2020 - 16:00

Na manhã desta quarta-feira (25), equipes do Procon Pará, vinculado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e policiais civis da Delegacia do Consumidor, realizaram uma fiscalização em farmácias de manipulação, no município de Belém.

Após várias denúncias recebidas de preços abusivos nas vendas de álcool em gel por este segmento, os fiscais e policiais fizeram vistorias nas localizadas nos bairros do Umarizal, Cremação e Marco.

Um auto de constatação foi lavrado para uma empresa em que o proprietário terá que apresentar, em 24 horas, todos os documentos fiscais que comprovem os custos da produção e insumos para a fabricação do álcool em gel.

"É muito importante a gente trabalhar em parceria com outros órgãos, pois, juntos, verificamos cada etapa dos estabelecimentos, podendo autuar, apreender materiais ou, até mesmo, interditar", frisou o agente fiscal do Procon Pará, Max Octávio.

Para a dona Raimunda Costa, de 64 anos, que estava indo em busca de álcool em gel para ajudar na higienização e evitar a contaminação do novo coronavírus, é importante ver que os orgãos estão trabalhando em defesa do consumidor. "Neste período que estamos vivendo essa pandemia, estes produtos ficaram muito caros, chegam a doer no bolso. Por isso, ver essas equipes aqui, me dá a segurança de que estou sendo amparada", destacou a aposentada.

Segundo a coordenadora de fiscalização, Ágatha Barra, muitas denúncias chegam, diariamente, na diretoria de proteção e defesa do consumidor e que um extenso cronograma está sendo montado para que sejam verificadas todas elas, nos mais diferentes bairros e municípios.

"Estamos nos organizando para ir constatar todas as denúncias que chegarem até a gente. São muitas, mas é importante ter esse retorno e saber que o consumidor é o nosso principal aliado nesta luta pra coibir as irregularidades", declarou a coordenadora de fiscalização, Ágatha Barra.

Denúncia - Se você tiver alguma reclamação a fazer sobre estabelecimentos que vendam produtos de higiene pessoal (álcool em gel e máscaras de proteção) com preços abusivos, basta mandar uma mensagem para o nosso whatsapp, pelo número (91) 9 9230-0151.

 

Texto: Daniela Condurú, revisado pelo NCS.

Foto: Wagner Almeida 

Resumo: 
.