Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
29/05/2019 - 18:45
Sejudh apresenta alternativa natural para combater o uso de óleo diesel pelos pescadores artesanais

Apresentar uma alternativa natural para combater a prática de óleo diesel como repelente na atividade extrativista foi o objetivo da reunião entre a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) com a empresa de cosmético “Natura”, hoje (29), na sede do órgão. 

O pescador artesanal do nordeste paraense utiliza óleo diesel como repelente para trabalhar nas reservas extrativistas da região. Uma prática considerada prejudicial porque o óleo diesel é um combustível fóssil obtido a partir da destilação do petróleo e apresenta grande quantidade de enxofre, explicou o titular da pasta, Rogério Barra.

"Esta prática é uma  agressão à saúde do trabalhador, consequentemente, contribui para redução da qualidade e expectativa de vida dessas populações em vulnerabilidade social, crianças, adultos e idosos", esclareceu o secretário.

Na reunião, foi mostrado que um óleo a base de maracujá, comercializado pela multinacional, já é utilizado pelos pescadores para proteger a pele durante o trabalho no manguezal e que, segundo depoimentos dos moradores, apresenta os mesmos benefícios do óleo diesel.  A proposta consiste em fazer uma pesquisa para avaliar se é possível utilizar o produto como alternativa para combater a prática que prejudica a saúde do trabalhador.    

“Reunimos com a multinacional para apresentar uma proposta de repelente natural a partir de um cosmético já existente no mercado. O cosmético a base de maracujá, da linha Natura Eko, é uma alternativa já experimentada pelos pescadores artesanais, com resultados interessantes”, explicou o coordenador do Programa Raízes, da Sejudh, Patrick Passos. 

O diretor de relações interinstitucionais da Natura, José Mattos, gostou da iniciativa e se comprometeu a levar a proposta para o setor de desenvolvimento de produtos e inovação da empresa, para fazer os devidos testes e confirmar se é possível transformar ou não o óleo num ativo dermocosmético - produto com ativos farmacológicos que agem nas partes mais profundas da pele, produzindo melhora de dentro para fora.  

No prazo de 15 dias haverá nova reunião, agora na sede da Natura, em Benevides, para apresentação dos resultados dos testes.

Por: Claudiane Santiago

Resumo: 
Apresentar uma alternativa natural para combater a prática de óleo diesel como repelente na atividade extrativista foi o objetivo da reunião entre a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) com a empresa de cosmético “Natura”, hoje (29), na sede do órgão.